Para Refletir… Como Um Início De Gravidez

0

“Quem, SENHOR, habitará no teu tabernáculo? Quem há de morar
no teu santo monte? O que vive com integridade, e pratica a
justiça, e, de coração, fala a verdade” (Salmos 15:1, 2)

“uma pequena mentira é como uma gravidez no início – logo
todos saberão.” (C. S. Lewis)

E se sabemos que é inútil, por que insistimos em mentir? Por
que enganamos quando logo todos descobrirão? Por que
fingimos uma vida cristã quando ela nada tem a ver com
Cristo? Por que dizemos que estamos louvando a Deus se nem
cantando nós estamos?

A verdade sempre aparece! A verdade não se esconde e nem
tenta se disfarçar. A verdade ilumina e dissipa as sombras
da mentira. A verdade glorifica ao Senhor e promove momentos
de verdadeira alegria.

Uma mentira, por mais bem elaborada que seja, não tardará a
ser descoberta. O mentiroso será envergonhado e lamentará
ter perdido sua bênção. A mentira engrandece ao diabo e a
verdade glorifica a Deus.

Não existem “pequenas mentiras”. Todas elas são grandes e
afastam a nossa vida do Senhor. A verdade liberta e a
mentira encarcera a alma. Queremos ser livres, queremos
honrar a Deus, queremos mostrar ao mundo que o mal não mais
tem domínio sobre nós.

Senhor, conduz-nos pelo caminho da Tua vontade. Ensina-nos a
falar sempre a verdade. Será o começo de uma vida feliz e
plena de bênçãos. Descansaremos em Ti, para sempre.

Por Paulo Barbosa – Um cego no Site do Bem

 

Comente essa matéria

Seu endereço de email não será publicado.